Quinta-feira, 5 de Junho de 2008

Turismo do mais curioso

 

   

 

Que dizem, pessoal? Dêem-me lá a vossa opinião... tudo bem que existe vida extraterreste, acho que seria uma tremenda fanfarronice da nossa parte acharmos que estamos sozinhos no enorme Universo... e que todo ele teria sido criado para só nós o habitarmos... mas acham que nos visitam? Aquelas imagens, fotografias de objectos ovais voadores, são credíveis?

Francamente, não sei porque me lembrei disto, agora.

Mas gostava de ter a experiência, oh lá se gostava! Já imaginaram? Estarem na rua ou no quarto e olharem pela janela e verem algo no céu!... Se bem que, na maioria das fotos que vejo, parece tudo um pouco forçado... mas quem sou eu para julgar o que os outros viram, ou que acham que viram?!

 

 

Até estes círculos são famosos por se acreditar que são feitos por extraterrestres... não duvido que os extraterrestres tenham uma mãozinha nisto, quer dizer, parecem-me demasiado perfeitos e gigantes para serem feitos por mão humana. E, de qualquer maneira, seria difícil terem sido feitos por humanos, porque, aparentemente, há neles grandes quantidades de radiação electramagnética, as hastes das plantas estão dobradas e não quebradas, plantas essas que sofrem de alterações biofísicas e os aparelhos eléctricos e magnéticos (como câmaras, bússulas, entre outros) não funcionam no interior dos círculos. (Vejam mais sobre isto aqui.)

Curioso, hein? Turismo do mais interessante, mesmo.

 

 

Que me dizem os meus leitores? Somos palco de visitas e olhares atentos por parte de seres alienígenas? Ou não passa tudo da nossa imaginação e da vontade de vermos algo naquilo que não o é?!

sinto-me: interessada!
Quinta-feira, 8 de Maio de 2008

Palavreados aleatórios IV - Escrevo-vos de um local longínquo...

Dói sentir-me sozinha no resvalar ventoso de emoções que é esta velha sensação - da qual a saudade não se apoderou.

 

 

Dói saber que não posso pedir a ninguém que me acompanhe a este sítio chuvoso e negro por uma pura descarga de altruísmo: o que eu sinto não merece ninguém mais sentir.

 

 

E se, por um momento ou dois, eu me sentir arrebatada para a furiosa vontade de arrastar tudo e todos comigo para este lugar, não serei eu mesma nunca mais, porque reconheço que não saberei quem sou se tal fizer.

 

Espero a mão - o coração - de quem souber arrancar-me deste lugar. Puxar-me, soltar-me, libertar-me de algo que me acorrenta a este nada que é tudo.

 

sinto-me: presa ao vazio
Terça-feira, 19 de Fevereiro de 2008

Tenho saudades...

...de sonhar. E de ter tempo para sonhar... a dormir, acordada, seja como for... pergunto quem tem tempo, capacidade e disposição, nestas idades, no meio de tantos afazeres, de tantas contradições da vida, para sonhar....

 

 

O sonho de vida que tenho, esse sonho-o quando posso. E quando não posso. Faz parte de mim.

 

Mas desde há algum tempo que perdi aquele hábito de sonhar livre e espontaneamente, especialmente aquele no lusco-fusco do dorme-não-dorme no escuro do quarto, à noite. Em que as imagens, belas ou assustadoras, se infiltravam por mim e eu sonhava, sozinha.

 

Quem me dera ter a inocência de sonhar de novo. A cores, a preto e branco, em português, em inglês e em espanhol. Acho que até já aconteceu eu sonhar em chinês... que saudade...

 

 

Quem não sente saudade de sonhar porque acha que já cresceu demais, então desapareceu mesmo que não tenha vivido ainda tudo o que tinha para viver. E eu não vou desistir até sonhar de novo para não desaparecer também, e para recuperar a parte de mim que me falta sempre que não sonho. 

sinto-me: pensativa
Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008

E o dias vão passando...

... vão passando, sim senhora, e muito bem passados, para já.

 

Só hoje, foram logo emoções atrás de emoções, divertimento, novidades, piadas, risos, de tudo um pouco!

 

Foram daqueles raios faiscantes na aula de inglês, nem sequer sabia que o corpo conseguia produzir tamanha quantidade de adrenalina e ejectá-la em quantidades exacerbantes no sangue, por segundo.

Ainda na mesma aula de inglês, e segundo fontes seguras, fui apelidada de "nothing" e, espantosamente, nunca me deu mais gosto pensar que podiam ter-me chamado "nada". [isto é obra da Bete!]

 

Depois de uma viagem atribulada para o Norteshopping [como estava quente, né? Ai, os calores que estavam por ali à custa de duas simples palavrinhas... foi preciso ar condicionado no máximo e tudo...], e de um almoço bem saboroso, foi a vez de conhecer uma pessoa nova toda bem disposta, de discutir a diferença entre o Rex e o Max [pelos vistos, o pobre do Max é uma versão maricas do Rex, e isto não são palavras minhas!], de trocar livros de bd de boa qualidade e de ver um filme engraçado em que eu acendi infantilmente a luzinha pro tecto ou pras cadeiras, sob a desculpa de que estava a fazer uma boa acção para aqueles que se levantassem durante o mal-vindo intervalo.

 

Foi um bom dia! Diverti-me. Falei e ri que me fartei.

A todos os que fizeram parte dele, obrigada e um beijinho! 

sinto-me: satisfeita!
Segunda-feira, 24 de Dezembro de 2007

Feliz Natal everyone!

 

É uma música bonita. Acho eu. E está muito bem cantada. Lindas vozes angelicais.

A todos um Santo e Feliz Natal.

sinto-me: musical!
música: Christmas Canon (Trans-Siberian Orchestra)
palavreado por Palavreadora às 14:57

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2007

Já cá faltava... a estrela!

Bem, gente, sabem que mais? Já cá faltava um post dedicado à   ESTRELA da região: a Samira! A miúda já andava a pedi-las, essa é a verdade. Passou o Verão a fazer de modelo para a câmara, sempre toda catita, toda janota, muito bem comportada, muito educada (reparem na foto!), tudo com um sorriso na "cara" malandra.

 

 

A dar o passou-bem!!!

 

Reparem nela, aqui, toda peluda, a receber tratamento de VIP, que inclui: escovadelas, festas, brinquedos e bscoitos.

 

 

 

 

Nunca vi ninguém que vivesse à base de dormir, comer, brincar, brincar, brincar e pouco mais. Mas que a rapariga o faz com todo o estilo... lá isso é verdade!!

 

 

 

 

E para equilibrar, aqui está a foto mais marada da criatura, que uma estrela pode ter os seus momentos mais "malucos" sempre que lhe apetece, né?!

 

 

 

 

Ela sabe que eu escrevi isto tudo com muito amor!!!! :D :D :D

Agora, mais do que nunca, compreendo-a mesmo bem... sinto-me como que ao nível dela, dado que na faculdade nos tratam abaixo de tudo o que é suposto sentirmo-nos... pelos vistos, ainda falta um bom bocado para ascendermos a caloiros!!

                                  

sinto-me: "in love" por esta cadela! :D

§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Turismo do mais curioso

§ Palavreados aleatórios IV...

§ Tenho saudades...

§ E o dias vão passando...

§ Feliz Natal everyone!

§ Já cá faltava... a estrel...

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

click to comment

§ que horas são isto?

badge

§ quantos viveram por aqui

blogs SAPO

§ subscrever feeds