Sábado, 13 de Setembro de 2008

Curiosidades turísticas e um filme janota!

Eu nem sei classificar aquilo que pensei quando hoje, depois de me encontrar ao pé dos cinemas de um shopping com uma amiga que já não via há uns valentes tempos, três senhoras brasileiras nos pediram para pararmos e nos falaram com uns estranhos sorrisos divertidos.

Pensei que quisessem indicações - do género, onde é a casa de banho, ou assim, ou qual é o significado de trem ou pimbolim ou aero-moça em português - porque começaram por dizer "Discupi, minina", (eram brasileiras, né?!), "nós sômuis turístais". Mas depois, percebi que as indicações que queriam eram outras. Apontando para os pés da minha amiga, elas disseram "Tem umais bótais bem bonítais... ondji 'cê as comprou?!"... claro que a minha amiga ficou a olhar, boquiaberta, para as senhoras que só queriam saber das bótais dela, mas ainda conseguiu dizer "bem... bem, são da minha mãe... e... não tenho bem a certeza onde as aranjou..." e sorriu timidamente... as senhoras, agradeceram e manifestaram por sorrisos educados a sua pena em não conseguirem encontrar botas semelhantes! Enfim, depois de nos afastarmos, só conseguimos gargalhar e dizer, entre dois AHAH, "nunca imaginei que alguém nos parasse para perguntar algo assim!".

 

 

 

Bem, depois de uma horita de converseta, lá acabámos por ir ao cinema ver o Wall-E (eu estava ansiosa por vê-lo e com razão), filme que simplesmente amámos, do princípio ao fim, desde as cenas puramente hilariantes do simpático robot, aos trejeitos amorosos dos seus "olhinhos" expressivos, desde o seu romântico chamar pela robot que roubou o seu "coração", à sua relação de amizade com uma barata. Um filme lindo, antecedido de uma não menos linda curta-metragem extremamente hilariante e fenomenal!

 

 

  

Aconselho vivamente a todos que o possam fazer, que vejam este filme! É a prova de que estes filmes de animação estão em grande ascenção e que valem mesmo a pena o bilhete! Enjoy!

sinto-me: cinéfila
Domingo, 27 de Julho de 2008

Como arranjar bons filmes ao fim de semana

Hum... será impressão minha ou, ultimamente, não há uma quantidade razoável de filmes janotas em que perder tardes inteiras de fim-de-semana? Francamente, quando eu era mais piquena, recordo-me vagamente que os filmes eram mais jeitosos - ou talvez eu diga isto por as películas que passam hoje em dia na TV serem exactamente as mesmas de há dez anos atrás, quando os vi pela primeiríssima vez. Pois, lá vem o problema recorrente da repetição constante.

 

                        (imagem: direitinha da net)

 

Mas, basicamente, parece sempre que é tudo do contra. Se, por alguma razão absurda, eu tivesse o fim-de-semana ocupado (essencialmente com algo relacionado com estudo intensivo para a faculdade), de certezinha que os filmes seriam, em todas as estações, sérios ou fantasticamente cómicos, interessantes e de suspense, estreias imperdíveis ou repetições apetecíveis.

Chego, às vezes, a ganhar uma vontade de pisar o chão com força, a fingir que vou sair de casa com pisadas audíveis, fechar a porta de casa com estrondo, para depois correr à TV para confirmar os filmes dessa altura... sou capaz de jurar que estaria algo de jeito no ar.

 

 

                             (imagem: direitinha da net)

 

Sim, provavelmente já muitos chegaram a esta conclusão e até já chegaram ao ponto de ver os filmes do fim-de-semana acompanhados dos livros de estudo, dos impressos do IRS ou do computador ligado no site da empresa, mesmo em tempo de férias... a ver se me lembro, na próxima semana, de pegar nos livros de Anatomia e pô-los bem esparramados à frente do ecrã e uns quantos de Bioestatística (para dar um ar sério à coisa) no meu colo. As pipocas, essas escondo-as, mas acho que vou precisar delas, que com estas técnicas, filmes dos bons estão garantidos, de certezinha.

sinto-me: cinéfila, mas pouco LOL
Sábado, 12 de Julho de 2008

... e já que estou com a mão na massa...

... irei dedicar-me um pouco mais ao tema de cinema, desta vez para falar de "Wanted". (contém spoilers)

 

 

Achei-o bastante promissor, no trailer, diferente, chamativo.

No entanto, no fim de contas, pareceu-me ser apenas uma história violenta e confusa, que deu voltas e voltas, com situações (demasiado) impossíveis - afinal, que filme haverá por aí sem situações impossíveis?! - que, ainda assim, não conseguiam, por nada, tirar a vida às personagens principais, apesar de lhes fazer uns arranhões "cuidados" que só favoreciam o charme "durão" de cada personagem. 

 

Gostei da participação de actores como James Mcavoy, do muito bom trabalho de Angelina Jolie, da característica e forte presença de Morgan Freeman e isso foi o que valeu ao filme a minha pontuação pessoal de 6/10.

 

 

O próximo que estou curiosa para ver é Cavaleiro das Trevas... a ver se este não desilude!

 

sinto-me: cinéfila
Segunda-feira, 7 de Julho de 2008

Olhó que a saudade trouxe de volta...

Já tinha saudades de falar de um assunto muito querido e recorrente aqui no blog: cinema!

Estava curiosa e até ansiosa de pôr o olho em "Hancock". Perguntava-me se iria sair do cinema com aquele sorrisinho cinéfilo natural de quem achou a coisa muito boa ou se iria ser (mais) uma chachada das muitas que parecem aparecer nas salas de duas em duas semanas.

 

 

Bem, desilusão não foi! Gostei especialmente da escolha de (janota do) Will Smith, que, na minha opinião, protagonizou um filme com a dose certa de acção, piada e surpresas à mistura. Saí do cinema com a satisfaçãozinha-do-filme-que-valeu-a-pena e ainda com a satisfação acrescida de que a famelga parecia não ter desgostado! O que é bom, numa famelga de gostos complicados no que toca à 7ª arte.

 

Conclusão das conlcusões, dou-lhe um 7,5/10. É um daqueles filmes janotas, de história e actores janotas e com um final catita que, por momentos, me fez semi-cerrar os olhos e pensar "calma lá, isto não vai acabar mesmo assim, pois não?!". Aprovado! 

 

sinto-me: cinéfila!
Quinta-feira, 22 de Maio de 2008

Fanatismos

Um dia, à conversa com uma querida amiga, sobre um certo actor janota de quem gostamos, disse-me ela: "ah e tal, já passei a fase dos posters na parede do quarto" ao que eu respondi que achava que isso não era uma questão de fases. E continuo a achar. Se é algo de que gosto, se é algo que me faz sentir bem, então estou-me literalmente a borrifar para o que as outras pessoas pensem, se é infantil ou não. Eu tenho a minha maneirazinha muito querida de mostrar o meu fanatismo de cinéfila assumida por aquilo que me interessa e gosto de ser assim.

Portanto, decidi que vou usar este postezinho para relatar o dia (maravilhoso) de hoje e colocar os "posters" que bem me apetecer sobre aquilo de que tanto gosto.

 

Passei uns quantos meses ansiosa que chegasse a estreia de "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal".

A minha classificação pessoal deste filme, antes de mais nada, é de 5 estrelas. Perfeito. Amei. Tinha medo de levar com um balde de água fria e desiludir-me com o filme (afinal, não sabia o que esperar de algo em que Spielberg resolveu pegar 20 anos depois, mesmo sendo o grande nome deste realizador), mas a verdade é que me impressionou pela positiva. Estou feliz.

 

 

Estou feliz, também, pelo dia excepcional. Fui sair com a Bete. Àparte o "pequeno" atraso, a vitória para estacionar rapidamente foi fantástica - começo a achar que tenho jeito para isto de dar apoio a estacionamentos ("força, Bete, tu consegues!") - o almoço foi todo bom, as passeatas, memoráveis, as pipocas estavam estaladiças e docinhas como aprendi a gostar delas e os janotas do filme acompanharam na perfeição o dia já de si tão bom.

 

 

A parte final do dia, mais... ritual e cerimoniosa foi linda, também... acho que nunca cantei tanto e tão alto numa missa, acho que era mesmo a felicidade de ter lá a minha querida Bete. :D

 

Amanhã, lá espero por ela com o nosso querido Jensen. E com pipocas, talvez, quem sabe?! xD

 

 

Classificação do filme do momento:

 

 

sinto-me:
música: NO AIR
Quinta-feira, 6 de Março de 2008

Perguntinha pra casa - Déjà vu

Pois bem, caros amigos. Mais uma vez, venho aqui no lusco-fusco normal de quem tem mesmo muuuito que fazer, mas que tira um tempinho para aqueles que não deixam de sentir a inevitável saudade aqui da Palavreadora.

 

Hoje, proponho-vos que me respondam à seguinte questão: quantas vezes e em que casos já sentiram aquela famosa sensação de déjà vu? Para quem não alcançou, trata-se daquela sensação que temos quando pensamos que estamos a viver algo por uma segunda vez ou que já sonhámos com aquele preciso momento, num dia recentemente passado, e em que quase sabemos o que vai acontecer a seguir... que me dizem? Isto acontece-vos muitas vezes ou nem por isso? É que se nunca vos aconteceu, talvez seja uma ideia a considerar o eu consultar um médico o mais rapidamente possível! he he he...

 

 

 

E lembram-se deste filme? Se não viram, aconselho vivamente!!!

 

sinto-me: deja vusista
Sábado, 16 de Fevereiro de 2008

O regresso do aventureiro Jones

 

 

Vá lá... vão dizer que não estão com vontade de voltar a ver o janota aventureiro Harrison Ford na pele de Indiana Jones, de talento inegável para o humor e para o divertido chicote, conduzido por Spielberg?! Eu cá estou ansiosa! O filme conta ainda com Cate Blanchett, Shia LaBeouf, John Hurt, Jim Broadbent e Karen Allen no elenco.

Venha ele!!!

sinto-me: totalmente cinéfilaaaa
música: tátátátá...tátátáááá
palavreado por Palavreadora às 12:19

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
Sexta-feira, 1 de Fevereiro de 2008

E o dias vão passando...

... vão passando, sim senhora, e muito bem passados, para já.

 

Só hoje, foram logo emoções atrás de emoções, divertimento, novidades, piadas, risos, de tudo um pouco!

 

Foram daqueles raios faiscantes na aula de inglês, nem sequer sabia que o corpo conseguia produzir tamanha quantidade de adrenalina e ejectá-la em quantidades exacerbantes no sangue, por segundo.

Ainda na mesma aula de inglês, e segundo fontes seguras, fui apelidada de "nothing" e, espantosamente, nunca me deu mais gosto pensar que podiam ter-me chamado "nada". [isto é obra da Bete!]

 

Depois de uma viagem atribulada para o Norteshopping [como estava quente, né? Ai, os calores que estavam por ali à custa de duas simples palavrinhas... foi preciso ar condicionado no máximo e tudo...], e de um almoço bem saboroso, foi a vez de conhecer uma pessoa nova toda bem disposta, de discutir a diferença entre o Rex e o Max [pelos vistos, o pobre do Max é uma versão maricas do Rex, e isto não são palavras minhas!], de trocar livros de bd de boa qualidade e de ver um filme engraçado em que eu acendi infantilmente a luzinha pro tecto ou pras cadeiras, sob a desculpa de que estava a fazer uma boa acção para aqueles que se levantassem durante o mal-vindo intervalo.

 

Foi um bom dia! Diverti-me. Falei e ri que me fartei.

A todos os que fizeram parte dele, obrigada e um beijinho! 

sinto-me: satisfeita!
Domingo, 20 de Janeiro de 2008

Greatest story ever told...

 

Não conhecia esta música. Mas está espectacular e usar o meu filme preferido para o videoclip, por acaso vem mesmo a propósito!

Apreciem, porque já não se fazem canções de amor como antigamente! 

sinto-me: musical e... in love?! xD
palavreado por Palavreadora às 16:49

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
Sexta-feira, 28 de Setembro de 2007

Outras ondas!... II

Ok... entre faculdade, trabalhos, agenda mui ocupada e outros, reparei que tenho deixado aqui o pobre Viver sozinho, por sua conta - e assim ninguém lhe liga!

 

Espero que os mais assíduos leitores já tenham reparado na última grande alteração aqui do vosso blog: passou a chamar-se Viver, Palavreando. Ah, pois é. Porque é isso mesmo que resume o dito cujo: é uma miúda sem nada a fazer que resolve papaguar - definida ou indefinidamente - sobre o que muito bem lhe dá na gana.

 

Gente, hoje venho mostrar-vos uma - e uma só, que o tempo não dá para muito mais - outra onda, tal como já tinha feito há usn tempos.

 

Desta vez, o blog chama-se Elite Criativa e fala de tudo e mais alguma coisa relativo a cinema, filmes, séries, actores, actrizes e actualidade - é bom para os cinéfilos como eu e para aqueles que até querem ir ao cinema no fim-de-semana, mas não sabem o que visionalizacionar. OKapa?   

E eu sei que tenho estado em falta com o Histórias Para Ler à Sombra.Mas mal tenha tempo - o que não me cheira que esteja para muito próximo - eu actualizo-o, sim?

Divirtam-se, então, com o blog que mencionei e bom fim-de-semana a todos!

sinto-me: cansada, mas satisfeita
música: a de sempre: Everybody's Changing

§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Curiosidades turísticas e...

§ Como arranjar bons filmes...

§ ... e já que estou com a ...

§ Olhó que a saudade trouxe...

§ Fanatismos

§ Perguntinha pra casa - Dé...

§ O regresso do aventureiro...

§ E o dias vão passando...

§ Greatest story ever told....

§ Outras ondas!... II

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

blogs SAPO

§ subscrever feeds