Sexta-feira, 29 de Agosto de 2008

Verão com "cheirinho"... a comédia fatela!

Pois bem, pessoal, o pior foi mesmo o dia 23 de Agosto, sábado. À parte desse, todos os dias foram especialmente bons, e digo "especialmente" porque acarretaram consigo sempre aquele momento peculiar que fez de cada dia algo memorável - como o jogar matraquilhos com a famelga toda, mesmo tendo perdido...

O dia 23 de Agosto, no entanto, ficou-me gravado a fogo na memória pelas coisas negativas que aconteceram... fez-me, literalmente, ranger os dentes de frustação!

 

 

 (imagem da Net)

1. Acontece que acordei incaracteristicamente mal disposta, assim num jeito de mau humor contra tudo o que fosse ao contrário do que eu apelidaria de perfeito... o que nem é, de todo, meu, porque nos dias mesmo bons, costumo acordar a cantar. A má disposição chegou mesmo a levar-me a uma pequena discussão sem importância com a minha querida mãezinha, mas a coisa, como de costume, passou depressa;

 

2. Fomos - eu e a famelga - até à praia, onde a manhã até nem foi mal passada... um solzinho mesmo de Verão, daqueles de tostar uma pessoa até deixar a pele da cor saudável do moreno-de-meter-inveja, a água do Atlântico a uma temperatura razoável e um passeiozinho higiénico à beira-mar que teve como um dos muitos benefícios melhorar o meu humor.

Acontece que chega a hora de partir (que aqui a dona do estaminé é apologista de defender o corpinho das horas perigosas de sol abrasador), já estava eu mais animadinha, quando reparo que na areia está uma coisa de forma e cor estranhas, de tal modo que não onseguia o meu pobre cérebro discernir nada, na sua memória, que a semelhante fealdade se associasse. Portanto, se isto não vai de vista, vai de faro, pelo que foi através do meu nariz que me apercebi tratar-se aquilo de dejectos, fezes, massas fecais, excrementos, imundície, esterco, a letra "éme" seguida de quatro asteriscos, chamem-lhe o que quiserem, aquilo era mesmo cocó e cheirava muito mal. Cheiro esse que, diga-se de passagem, se me entranhou nos pés, nas mãos, no corpo, na roupa, inflitrando-se de tal maneira no meu querido nariz, que ameacei começar a chorar de nojo, repulsa e irritação pelas pessoas insensatas e tolinhas que levam bichinhos-ladrantes para as praias e escondem os seus 'presentes' na areia - isto presumindo eu que a porcaria fosse de canídeo.

 

                                (imagem da Net)

 

3. Cheguei a casa furiosa e ansiosa por me enfiar na banheira e encharcar-me de água e sabão. Foi o que fiz, depois de atirar ao meu pai um rápido "ligas-me o gás, por favor?!" e correr desesperadamente escadas acima.

 

 

                                    (imagem da Net)

Pois bem, meus amigos... não é que, no meio do banho, naquele lusco-fusco entre estarmos cobertos de espuma e sabão da cabeça aos pés e ligarmos a água para os retirarmos, se acaba o gás?! Ligo eu o jacto de água, espero e espero que aqueça e nada! Lá tive de gritar pelo meu pai, que me gritou em resposta, do andar de baixo, que ia mudar as botijas de gás, enquanto eu esperava ao frio, encharcada e cheia de espuma, que a água aquecesse. Garanto-vos... alguém do Departamento de Escarnecimento Social e de Tortura Individual de Natureza Ordinária (D.E.S.T.I.N.O.) esteve muito ocupado nesse dia, a infernizar-me o juízo. Tenho, mesmo, a convicção de que um ou outro funcionário desse Departamento tem a função específica de tirar um dia por mês ou por ano para, mesquinhamente, nos fazerem perder as estribeiras!

 

4. Por fim, é ao sábado que passa, na TV, uma das poucas série que gosto mesmo de seguir sem perder pitada de nenhum episódio - nomeadamente, a segunda temporada da série Heroes.

 

 

 (imagem da Net)

Sim, o que estão a imaginar aconteceu mesmo... o tal Departamento tem fulanos inflitrados nas estações televisivas, claro! Portanto, a cerejinha no topo do bolo apimentado daquele dia desesperante foi mesmo a TVI ter escolhido esse preciso sábado para não passar a série... ora, eu que já tinha esperado uma semaninha inteira para ver a continuação da história e que já estava com os nervos em franja por causa de tudo o resto... fiquei pior que estragada! Livra! Que raiva!

 

Mas bem... este foi mesmo o pior dos dias. E recordo-o amarga mas claramente, essencialmente por ter sido o único dia repleto de tanta coisa maléfica, que obliterou, por completo, qualquer coisa boa que possa ter sucedido no entretanto desse dia de infortúnios. Portanto, 'tá-se mesmo a ver que o resto do Verão passado à beira-mar foi excepcional, pelo que dou graças a Deus... imaginam a neura com que eu não estaria se todos os dias tivessem sido como esse sábado de Agosto! Credo, gente! Batam na madeira! Que o tal Departamento seja cego, surdo e mudo!!

sinto-me: a rir-me da situação
palavreado por Palavreadora às 22:01

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
5 comentários:
De Katerina K. a 31 de Agosto de 2008 às 21:30
Menina, que dia! >.<

Tenho umas surpresasinhas para ti no meu blog, um poucos capítulos para te deliciares.
Beijinho querida.
@
De Palavreadora a 1 de Setembro de 2008 às 12:53
Que dia, mesmo! xD
vou cuscar mal possa as novidades! :D
bjinhos***
De carochinha a 31 de Agosto de 2008 às 23:16
oh god, o que aí vai! vamos falar também por pontos
1 - tu acordas todos os dias bem disposta, menos num ou outro - conto-te que eu acordo maldisposta quase todos os dias, principalmente devido à acção maléfica do despertador e, é claro, aos sonhos cheios de desastres e cenas embaraçosas. o que me acontece é acordar bem disposta de vez em quando... xDD nada de grave, passa logo!
2 - é absolutamente ASQUEROSO que as pessoas levem os animais à praia e não apanhem a porcaria deles. existem sacos especiais para recolher os dejectos sem sujar a unha, por isso não sei a que se deve tal imundície! e no porto, caríssima? temos de estar sempre a olhar para o chão! BLERRCK! nisso, estou totalmente solidária contigo!
3 - ahahah, tomar banho e acabar o gás! sabes, há certas coisas que parecem só acontecer a nós, como abrir o frigorífico e ver que não há leite gelado, e temos de ir nós abrir novo pacote e bebê-lo morno, ou estar a tomar banho, acabar-se o gás e ter de esperar com o cabelo eriçado de shampoo e cheia de frio na banheira pela mãe, que vai buscar nova garrafa à aldeia e demora um bom quarto de hora. somos duas! xD
4 - nova onda de solidariedade! estou fartinha da televisão que temos, sempre a mudar a programação sem avisar e a repetir espectáculos mais que esgotados e absolutamente entediantes! tou farta da silly season!
e pronto, depois de ter descarregado, desejo-te uma boa recuperação e que o tal Departamento faça das restantes férias um doce idílio.
beijinhos!
De Palavreadora a 1 de Setembro de 2008 às 13:00
OMG! até fiquei de boca aberta sem saber o que pensar quando li a história da garrafa de gás... ter de esperar um quarto de hora?! CARAMBA! Ainda bem, mas ainda bem MESMO que o Departamento não se lembrou de uma dessas, a sério, eu não me responsabilizaria pelos meus actos se isso me acontecesse - especialmente depois de tudo o resto nesse dia.

E sim, as restantes férias foram - ok, estão a ser - um doce idílio, é mesmo essa a expressão certa para denominar a coisa! xD

espero que as tuas estejam a ir por um caminho semelhante! :D

beijinhos***
De carochinha a 1 de Setembro de 2008 às 15:25
estão, estão a correr bem! e depois, como a loja ainda fica longe, é normal que demore algum tempo! beijinhos

comenta palavreando

§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Tá na horinha de dar umas...

§ Xii, tou feita!

§ O achado que inspirou um ...

§ Pá, não há quem entenda.....

§ Pá, já não há quem entend...

§ Curiosidades turísticas e...

§ Problema resolvido...?!

§ Instintos Matadores de Co...

§ Ainda na onda de quem est...

§ Pró que me dá, às vezes.....

§ Língua de "Perguntadora"

§ A moda e a beleza e o amo...

§ Verão com "cheirinho"... ...

§ Despedida das férias de V...

§ No que pensamos quando te...

§ Novidades ao estilo do ve...

§ Como arranjar bons filmes...

§ Infantilidades à parte...

§ Pah, não entendo...

§ ... e já que estou com a ...

§ Olhó que a saudade trouxe...

§ Profissão: Santo Escritor...

§ Sentir os sentimentos por...

§ O achado que inspirou um ...

§ Turismo do mais curioso

§ Telepatia Virtual

§ A sorte que não calha a t...

§ Tentativas (quase) frustr...

§ Um olhar para o futuro...

§ Fanatismos

§ Enquanto o trabalho ocupa...

§ Quem disse que o Anjo da ...

§ Outra história, e coisa e...

§ No meio da poeira do temp...

§ Palavreados Aleatórios V ...

§ Adrenalina... muita adren...

§ Palavreados aleatórios IV...

§ Outras ondas!... IV

§ Sintam-se a dançar... eu ...

§ Isto é que é ler as entre...

§ Um pouco de jazz "sentime...

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ E as coisas simples (ou n...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Um calmante, ou dois...

§ Como nos tornarmos uns bl...

§ Vamos lá esclarecer uma c...

§ Quando [não] se ama algué...

§ Quatro simples dicas...

§ Não resisti...

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

click to comment

§ que horas são isto?

badge

§ quantos viveram por aqui

blogs SAPO

§ subscrever feeds