Domingo, 18 de Maio de 2008

Outra história, e coisa e tal! :)

Cá vos trago uma outra história, esta sem título, mas o poema diz tudo! Ora apreciem:

 

«Há dias, na capital

deu-se um desastre fatal

que por ser especial

mereceu ir para o jornal:

Um velho jovial,

chamado Manuel Pascoal

ao passar no arsenal

apanhou com um saco de cal

no parietal.

Atirado com uma força bestial,

o velhote começou a sentir-se mal

e a sua fraqueza foi tal

que caiu num lamaçal.

Conduziram-no ao hospital

lá lhe deram um cordial

que por azar afinal

lhe foi nocivo mortal.

Escreveram para o Seixal

donde ele era natural

informando num postal

o desastre fatal.

Veio a família em geral

e aí pelas três e tal

fez-se o funeral.

A caminho do portal

do cemitério oriental,

após um balde de cal

o deitaram num coval

e o parente principal

fez o discurso usual:

"Aqui jaz Manuel Pascoal

nascido no dia de Natal

e falecido no Carnaval

por causa de um saco de cal

que lhe deu no parietal.

Como dote total,

deixa apenas no quintal

um pequeno laranjal

nas traseiras do casal,

casado com Ana Pardal

deixa à viúva legal

um coçado enxoval

e os restos do brasal

do seu tempo matrimonial.

Era um marido ideal

como não havia igual

na capital.

Teve outrora um cafezal

lá na África ocidental

mas uma questão criminal

levou-o a tribunal

ficando na miséria social.

Operário manual

sem sócios nem secursal

batia qualquer profissional

em mecânica industrial.

Pobre Manuel Pascoal

que triste o teu carnaval

assim Deus te "fal"

no descanso eternal

Ponto final."»

 

Eheh! Quanto a vocês não sei, mas que eu acho uma piada a esta história, lá isso acho!

Fiquem bem!

sinto-me: com vontade de partilhar!
palavreado por Palavreadora às 14:09

link do post | adicionar aos tesouros
De carochinha a 18 de Maio de 2008 às 19:24
que máximo! está mesmo giro! grande ideia a tua, em partilhares estes poemas connosco! havia um tempo em que eu não gostava de poesia, mas depois passei a apreciá-la com Fernando Pessoa. hás-de passar por este blog: www.freesoulpoetry.blogspot.com. tem poemas muuuuuuito giros! recomendo-te vivamente. beijinhos!
De Palavreadora a 18 de Maio de 2008 às 20:34
Que engraçado!! também so comecei a gostar de poesia mesmo depois de Fernando Pessoa... detestei que esmiuçássemos tanto os poemas, no secundário, acho que era ver demais a anatomia do que FP tinha feito, mas gostei mesmo de me identificar com muita coisa que ele escreveu!
realmente, ainda bem que me lembrei de fazer isto! :D
vou dar um saltinho a esse blog, entao!!
beijinhos***
De carochinha a 18 de Maio de 2008 às 22:27
é, eu ao principio nao entendia nada, mas quando comecei a perceber a poesia dele, principalmente na "mensagem", literalmente apaixonei-me por aquele tipo de poesia. nao consigo entender como é possivel resumir em palavras tao simples e belas tantos conceitos dificeis! beijinhos!!
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Tá na horinha de dar umas...

§ Xii, tou feita!

§ O achado que inspirou um ...

§ Pá, não há quem entenda.....

§ Pá, já não há quem entend...

§ Curiosidades turísticas e...

§ Problema resolvido...?!

§ Instintos Matadores de Co...

§ Ainda na onda de quem est...

§ Pró que me dá, às vezes.....

§ Língua de "Perguntadora"

§ A moda e a beleza e o amo...

§ Verão com "cheirinho"... ...

§ Despedida das férias de V...

§ No que pensamos quando te...

§ Novidades ao estilo do ve...

§ Como arranjar bons filmes...

§ Infantilidades à parte...

§ Pah, não entendo...

§ ... e já que estou com a ...

§ Olhó que a saudade trouxe...

§ Profissão: Santo Escritor...

§ Sentir os sentimentos por...

§ O achado que inspirou um ...

§ Turismo do mais curioso

§ Telepatia Virtual

§ A sorte que não calha a t...

§ Tentativas (quase) frustr...

§ Um olhar para o futuro...

§ Fanatismos

§ Enquanto o trabalho ocupa...

§ Quem disse que o Anjo da ...

§ Outra história, e coisa e...

§ No meio da poeira do temp...

§ Palavreados Aleatórios V ...

§ Adrenalina... muita adren...

§ Palavreados aleatórios IV...

§ Outras ondas!... IV

§ Sintam-se a dançar... eu ...

§ Isto é que é ler as entre...

§ Um pouco de jazz "sentime...

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ E as coisas simples (ou n...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Um calmante, ou dois...

§ Como nos tornarmos uns bl...

§ Vamos lá esclarecer uma c...

§ Quando [não] se ama algué...

§ Quatro simples dicas...

§ Não resisti...

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

blogs SAPO

§ subscrever feeds