Quinta-feira, 31 de Janeiro de 2008

A vida consegue ser mesmo bela!

Ir de metro até à Trindade, voltear pelo Porto, por shoppingues minúsculos, fiscalizar Froizes, comprar aperitivos nutritivos, inventar frases fatelas estrangeiras, a fingir que se é turista, admirar o som da passagem do metro através das grelhas do chão, cuscar os turistas a sério, passar uma hora de almoço bem divertida..... isto tudo só é possível com a minha querida Bete. A minha querida, maravilhosa, fantástica, "louca" =), prestável, "criança adulta", amiga BETE!!

 

Estas quintas-feiras são do melhor!! Para mais informações de como passar uma tarde fantástica, tudo praticamente de improviso, por favor contacte a autora do blog, moi je!

 

Bete, minha linda, um beijinho enorme, tu mereces!!     

sinto-me: feliz!
Sábado, 26 de Janeiro de 2008

I do believe... what about you?

 

Porque vale a pena e porque há sempre algo em que acreditar. Penso eu.

sinto-me: musical
música: I believe I can Fly

Practice Makes Purr-fect

 

 

Esta é mesmo para a minha querida Lady Bird, pela fofura da gatinha, e porque toca tão bem! =) Por acaso, não encontrei nenhuma a tocar harpa, senão, vinha direitinho para o Viver, Palavreando!

Beijinho para a minha patruska!

E para todos quantos aqui vierem, também! Obrigada pelas vossas visitas!

sinto-me: Gatiinhaaa!
música: aquilo é meio abstracto
Sexta-feira, 25 de Janeiro de 2008

É para onde a vida gira...

Ontem, um amigo escreveu-me um texto em que afirmava já não ter jeito para nada. E eu garanti-lhe que isso não era verdade, que tinha jeito para muita coisa. Mas nunca sei muito bem o que dizer numa situação destas.

A verdade é que já me passou esse pensamento pela minha própria cabeça, esse medo de que nunca mais algo haveria de sair com jeito, feito por mim. É um medo associado, por exemplo, aos textos que escrevo ou às músicas que componho. Cada história que conto, cada poema que rabisco, cada melodia que descubro - quando atinjo o clímax da satisfação por eles existirem, tenho sempre aquela assustadora certeza de que aquele momento foi o último. E mais nenhum assim vai surgir.

Não espero que muitos me entendam. O receio de perder a capacidade de escrever ou de compôr já faz parte de mim, porque sei, por experiência de vida, que o que temos num momento pode desaparecer num abrir e fechar de olhos. Tal como me aconteceu com certas coisas boas da minha vida. E agora, quando olho para trás, cada vez me apercebo mais do frágil que a minha vida e tudo quanto a compõe, é.

    

Àquele amigo: não perdeste jeito absolutamente nenhum. Tens uma capacidade espectacular e invejável para escrever o que te vai na alma, um sentido musical fantástico e muitas outras coisas das quais nem devo, ainda, saber. Basta saber encontrá-las! 

Anima-te. Boa sorte para tudo!

sinto-me: pensativa
PaLaVriNhAs: , ,
Terça-feira, 22 de Janeiro de 2008

Chove, chove, chuva!...

Sim, eu vim relatar o caricato incidente de hoje, mesmo sob pena de sofrer qualquer tipo de dano fatal, nomeadamente se a autora do incidente se lembrar que a minha vida é perfeitamente desprezível relativamente à sua dignidade. Quero com isto dizer que estou feita ao bife se a Joaninha se lembrar de dar aqui um pulinho para ler as paspalhices que escrevo.

Acontece, no entanto, que isto é tudo culpa, nada mais, nada menos que da Ana M.

Essa rapariga de mente impura, amante pecaminosa de fritos, induziu-me a vaguear por caminhos errantes ao tentar visualizar - mais físico ainda que visualizar, se é que me entendem! - os "ciclos cardíacos", como ela lhes chamou, pobre 'ingnorante' menina que não sabe que são respiratórios, os ciclos, e não cardíacos, e, ao tentar fazê-lo, induziu-me a sobre eles raciocinar, metendo ao barulho o simpático professor de Gestos, de voz calminha, levando, por sua vez e indirectamente (se bem que aquilo foi bem directo!!!), a pobre da supracitada Joaninha a esguichar assustadoramente a água toda, numa pontaria certeira para lado nenhum, levando ainda a uma gargalhada geral de fazer chorar!

Foi lindo.

Um momento "aquático" bastante profundo, que vai ficar na memória de todas quanto o presenciaram, nomeadamente da pobre moça que esguichou, que essa, do engasgo não morreu porque estava pra morrer de tanto rir.

À Ana M, tal como me competia, preguei-lhe sermão e missa cantada com a penitência arrastada de que deve passar o dia de amanhã na Igreja.

A todas um beijinho! =)

sinto-me: divertida!
Domingo, 20 de Janeiro de 2008

Flight Of The Conchords

 

Prestem atenção à letra, que vale a pena! Tá de partir o côco. Outra vez. =)

sinto-me: com o côco partido!
música: The Humans are Dead
PaLaVriNhAs: , , ,

Greatest story ever told...

 

Não conhecia esta música. Mas está espectacular e usar o meu filme preferido para o videoclip, por acaso vem mesmo a propósito!

Apreciem, porque já não se fazem canções de amor como antigamente! 

sinto-me: musical e... in love?! xD
palavreado por Palavreadora às 16:49

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
Sexta-feira, 18 de Janeiro de 2008

52 segundos pa partir o côco!...

 

Pá, eu sei que é feio rir do mal dos outros, mas com estes 52 segundos eu não aguentei. Tive mesmo de rir. Qual playback qual quê! O fulano é um tolas, a projecção de voz, mesmo quando cai do palco, é fantástica, quem não estivesse a olhar nem se apercebia da queda!!

sinto-me: divertida
música: SQUEEZ THEEZE PLEEZE
Quinta-feira, 17 de Janeiro de 2008

Dedicatória nº 2 (desta vez, virtual)

Caramba, gente. Esta caloirice desta vida dá com qualquer um em doido. O horário do segundo semestre, não se pode dizer que seja péssimo, porque ainda pode vir pior, portanto, fica a ideia de que é aceitável, embora eu passe todos os santos dias praticamente sem ver a minha querida Bete. A falta que eu sinto dessa rapariga é notável.

 

É por isso que me desforro nas três horas que tenho à quinta, que são as mesmas que ela tem, em que aproveitamos para passear - seja ir à FEUP, com ar de engenheiras; ao LIDL, ao Minipreço e à loja de chineses lá da zona, com cara de fiscais; passear nas ruas, sem destino, a fazer filmes da vida; a rir, a fazer cenas dramáticas fatelas (nas quais sou particularmente especialista), entre muitos outros, que não lembram nem aos anjinhos...

 

E são muito boas as horas em que nos esquecemos da Faculdade e viajamos por aí sem destino, limitadas pela chuva e pela auto-estrada, a tirar fotos pra posteridade e a fazer asneiras até dizer chega!! =)

 

Minha linda Bete, gosto muito de ti!! =) Os nossos passeios são fantásticos, os filmes que fazemos são algo de genial (metam eles camiões sinistros com uma certa carga que eu cá sei, ou sequestradores de metrelhadoras e janotas de cabelo molhado), todo o tempo passado contigo é excelente, obrigada pela companhia, pela amizade e pelas "parvalheiras"! 

Um beijinho enoorme para tii!!! 

 smack!   

                Recados Para Orkut - RecadosOnline.com
sinto-me: divertida
música: beautiful girls - sean kingston
Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

Porque já estava a precisar

                 

 

Já estava a precisar sim senhora de ouvir isto outra vez. Não liguem, eu sei que a imagem está desfasada do som, mas o que conta é a grande música. Se preferirem, ponham a música a tocar e vão à vossa vida, que ela é tão calminha, que, a mim, tira-me logo os nervos todos.

Quer dizer, provavelmente, passam por aqui (se passarem) e não ligam nenhuma aos grandes, mas não faz mal. Ligo eu, que sou fã por vós todos!! =)

Bom trabalho, pessoal, que também vou ver se faço algum!

sinto-me: musical e uma fã babada!
música: Hamburg Song, KEANE
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

Olhós Momentinhos!

Filme do Momento

Gosto deste filme. Porque sim. É uma comédia bonita, romântica e possui uma quantidade bastante apreciável de janotas, que só fazem bem à vista e à circulação sanguínea, é o que dizem.

Reparem, considero como Janota do Momento este senhor aqui, de nome Josh Lucas:

 

Outro do Momento, não menos Janota, é o seu "rival" no filme de que falei, Patrick Dempsey. Devem conhecê-lo de "Anatomia de Grey". Prefiro chamá-lo de "McJanota"! xD

 

E pronto. Futilidades à parte, isto mete muita caloirice, porque já recomeçaram as aulas, mas ainda não tenho muito que fazer. AINDA.

Boa sorte práqueles que se agarram, a sério, neste mês, aos exames. Espero francamente que tudo corra pelo melhor.

 

Até ao fim dessa abominabilidade, vou tentar deixar sugestões para descansarem a tola. Sejam livros, sejam filmes. =) 

Fiquem bem!

sinto-me: feliz!
música: green day, nem sei pq
Quinta-feira, 3 de Janeiro de 2008

Errata descomunal

Caramba!! Como pude fazer isto??

É evidente que o post anterior possui um erro descomunal! Na realidade, existem muitas pessoas maravilhosas que metem conversa comigo, e conversas booas!

Olhem, é exemplo a minha priminha linda, coisa mai' linda do meu coração, gosto tanto daquela miúda que nem vos passa pela cabeça, é a melhor prima do mundo!

Outro exemplo é a Sarinha, ela ta sempre a meter conversa, também, a santa da rapariga!! E tem paciência pra mim! (e eu pra ela! xD muahaha)

E a minha Lady Bird! Quando ela está por cá, também fala sempre comigo, essa minha patruska do coração! Ai que saudade gigante tenho dela!

E a Clarisse também, quando não está muito ocupada (ou quando não dá muito trabalho xD) e a Carlinha...

A todos um beijinho! E obrigada por meterem conversa comigo! he he

BOM ANO NOVO

sinto-me: bem!

§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Tá na horinha de dar umas...

§ Xii, tou feita!

§ O achado que inspirou um ...

§ Pá, não há quem entenda.....

§ Pá, já não há quem entend...

§ Curiosidades turísticas e...

§ Problema resolvido...?!

§ Instintos Matadores de Co...

§ Ainda na onda de quem est...

§ Pró que me dá, às vezes.....

§ Língua de "Perguntadora"

§ A moda e a beleza e o amo...

§ Verão com "cheirinho"... ...

§ Despedida das férias de V...

§ No que pensamos quando te...

§ Novidades ao estilo do ve...

§ Como arranjar bons filmes...

§ Infantilidades à parte...

§ Pah, não entendo...

§ ... e já que estou com a ...

§ Olhó que a saudade trouxe...

§ Profissão: Santo Escritor...

§ Sentir os sentimentos por...

§ O achado que inspirou um ...

§ Turismo do mais curioso

§ Telepatia Virtual

§ A sorte que não calha a t...

§ Tentativas (quase) frustr...

§ Um olhar para o futuro...

§ Fanatismos

§ Enquanto o trabalho ocupa...

§ Quem disse que o Anjo da ...

§ Outra história, e coisa e...

§ No meio da poeira do temp...

§ Palavreados Aleatórios V ...

§ Adrenalina... muita adren...

§ Palavreados aleatórios IV...

§ Outras ondas!... IV

§ Sintam-se a dançar... eu ...

§ Isto é que é ler as entre...

§ Um pouco de jazz "sentime...

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ E as coisas simples (ou n...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Um calmante, ou dois...

§ Como nos tornarmos uns bl...

§ Vamos lá esclarecer uma c...

§ Quando [não] se ama algué...

§ Quatro simples dicas...

§ Não resisti...

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

blogs SAPO

§ subscrever feeds