Sexta-feira, 21 de Março de 2008

Quando [não] se ama alguém

[Como a vida gira...]

Francamente, acho que isto nunca me tinha acontecido. Não lhe chamo bem vício e muito menos obcessão, mas a verdade é que o facto de não conseguir tirar-te da cabeça assusta-me essencialmente por eu ter a certeza de que não estou apaixonada. (Apesar de tudo o que digam em contrário... e sei que há quem vá dizer).

 

Aquela sensação de fechar os olhos e tu surgires-me inadvertidamente como se estivesse programado que eu fosse pensar em ti, por vezes irrita-me mais do que o estranho e curioso receio que sinto de poder não estar contigo nesse dia. 

 

O facto de poder falar contigo ou estar simplesmente na tua companhia, na tua presença, chega a dar-me mais bem-estar do que as simples coisas que dantes chegavam para me fazer feliz. 

 

 

Confundes-me a razão, o coração e tudo aquilo que sempre usei para saber o caminho certinho da vida, que sempre me esforcei por seguir. E, ainda assim, sei que não te amo.

[E a vida gira...] 

sinto-me: não-apaixonada
música: Love is('nt) in the air
PaLaVriNhAs: , , , ,
palavreado por Palavreadora às 17:47

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
|
14 comentários:
De *Sweet Girl* a 21 de Março de 2008 às 18:09
exas negaçoes entre parenteses so me levam a concluir que n keres admitir o k sentes...hehe

dakilo k li e fazendo um historial clinico do teu caso, poxo afirmar k estás apaixonada!! lol

kiSS*
De Palavreadora a 21 de Março de 2008 às 18:17
LOL

betji, nem esperes que eu pague a consulta, sinhe? essencialmente quando o diagnóstico é tão claramente errado... a serio que sim! para efeitos de notificação, eu não estou mesmo apaixonada pela criatura, tá?! xD
pronto, esclarecida esta parte..... porte-se! xD

joookaaaa enoooormee***************
De Estupefacta a 21 de Março de 2008 às 21:53
Percebo o que sentes, não porque perceba de tudo... longe disso.
Há um hábito que se cria, um lugar que se deixa ocupar, uma lembrança que fica.... Por tudo isto a pessoa vem à mente... também porque não deixamos que ninguém se aproxime, será?
Beijinho
De Palavreadora a 21 de Março de 2008 às 22:52
que boa descrição, Estupefacta. é que é mesmo isso, uma lembrança que fica, que teima em aparecer...

obrigada pela visita e pelas palavras bonitas! volta sempre!

beijinho**
De carochinha a 22 de Março de 2008 às 09:50
eu concordo com a estupefacta - isso não quer dizer que estás apaixonada, quer dizer que estás a criar o hábito de pensar nesse rapaz. compreendo-te, porque já passei pelo mesmo. descontrai e não te recrimines por pensares nele dessa forma - mais cedo ou mais tarde a imagem desvanecer-se-á.
espero que encontres a paz de espírito depressa!
beijinhos
De Palavreadora a 30 de Março de 2008 às 16:33
obrigada, carochinha... se bem que, neste momento, já nem sei se quero mesmo deixar de pensar nele... isso é o que traz a confusão toda!

beijinhos**
De Mr GOD a 22 de Março de 2008 às 21:33
Acho este post muito interessante por afirmar que está sempre a pensar numa pessoa que se sente bem na companhia dessa pessoa e depois dizer que não está apaixonada por ela! é muito estranho... Ou não quer admitir que está apaixonada ou então sabe muito bem que o está, apenas por alguma razão resolveu escrever isso no blog (pessoalmente vou mais para a 2ª hipótese).
Isto dava um bom argumento para uma novela da TVI talvez deva pensar nisso, inda ganhava uns euros!
De Palavreadora a 30 de Março de 2008 às 16:38
Mr GOD, nunca esteve na companhia de alguém que o fizesse sentir-se muito bem consigo mesmo e com o mundo? Nunca se lembrou, um dia, sem querer, que até precisava dessa pessoa e que gostava de estar com ela nesse preciso instante? Isso significou sempre que estava apaixonado por essa pessoa?
Eu acho que não. Posso pensar nesse tal rapaz sem querer e sentir-me bem com ele e ainda assim saber que não estou apaixonada.

Quanto ao resto, tem a sua resposta - bem como todos os que pensem como Mr GOD - no post a seguir.

Passe bem e volte sempre!
De ruipvneto a 23 de Março de 2008 às 20:28
ola.
concordo com a bete sabes.
qdo gostamos de alguem é inevitavel k deixemos de pensar nela. por momentos podemos sentir k nao keremos pensar ou k ja nao ha akele sentimento, mas esta la sempre. qdo tudo é forte, nada desaparece.
qdo tu dizes "O facto de poder falar contigo ou estar simplesmente na tua companhia, na tua presença, chega a dar-me mais bem-estar do que as simples coisas que dantes chegavam para me fazer feliz.", quer dizer alguma coisa.

beijinhos modelo BSK


De Palavreadora a 30 de Março de 2008 às 16:44
Ola P&B!

Pois, talvez queira dizer alguma coisa... esse tipo de frases são aquele tipo de impulsos que me surgem, por vezes, sem eu querer, e que escrevo, porque esses que surgem de um profundo mais fundo que eu própria vêm do subconsciente e são os que, às vezes, mais significam... ou não. =) he he

obrigada por passares por cá! temos mesmo de combinar qualquer coisita, que aquela noite foi mesmo fixe (com as bocas foleiras à mistura e tudo) e temos de repetir!!! Combinamos isso e um dia destes encontramo-nos todos outra vez!

Beijinho*
De Catarina a 26 de Março de 2008 às 15:48
Por mais que te vá surpreender e a todos os outros cibernautas que por aqui passam, concordo contigo. Tu não estás apaixonada nem amas. No entanto, querida, vais amar e estás-te a apaixonar. Sei que custa admitir, mas isso que te acontece não é vício, - vício são cigarros e droga - muito menos amor, mas é aquele limbo esquisito entre não amar e amar. Sim, existe ! Já passei por ele muitas vezes, mas já foram tantas que já nem dou o devido valor de passar por lá, tomo a auto-estrada com o único objectivo de amar mais depressa. Tu não, tu estás a tomar um trilho de gado, daqueles de terra e cheio de pedras. No entanto, por mais desconfortável que esse caminho seja, é sempre agradável passar por lá, mesmo sendo mais comprido e demorado. Nele podes ver a paisagem, sentir o cheirinho das flores, ouvir os pássaros a cantar.
O conselho que eu te dou é não negar. Abre o coração, abre os OLHOS ! Tenta ver aquilo que se esconde, pois admitir que se ama está escondido atrás dos medos. Deixa as esperanças empurrar! Vive... Vive, palavreando, se é isso que te faz feliz ! :') Mesmo assim, nunca te forces a não amar.

Mas é verdade, a vida gira...


( não os deixei morrer, senão uma parte de mim morria com eles... :D )

Beijo#
De Palavreadora a 30 de Março de 2008 às 16:47
(olha! outro comentário que daria um post! rapariga, tu não te cansas, hein? Já pensaste arranjar um blog pra ti? Escreves tão bem! Aposto que ia ser espectacular! Pensa nisso!!!!!)

E nem tenho mais a acrescentar!! Disseste tudo, minha linda! obrigada pelas palavras lindas!

E ainda bem que não os deixaste morrer... credo, até me dava um xelique! Mas tudo precisa de um descanso de quando em vez! =)

Beijoka gigante***
Love U*
De *Sweet Girl* a 30 de Março de 2008 às 20:07
sbs hj tenho k concordar com o post o mr god...i'm sorry..ms ele tem razao...tbm axo k é mais a 2ª hipotese...hehehe
beijinhos****
De Palavreadora a 31 de Março de 2008 às 12:09
aaah!! sua....
xD

então vens concordar com mr GOD, é? pois sim... com isso presumo que queiras dizer que escrevi este post porque estou apaixonada... bem, surpresa das surpresas, minha querida: não estou! ponto final nesta conversa, que quem tem razão sou eu.

Beijoka enormeeeeee********

comenta palavreando

§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Tá na horinha de dar umas...

§ Xii, tou feita!

§ O achado que inspirou um ...

§ Pá, não há quem entenda.....

§ Pá, já não há quem entend...

§ Curiosidades turísticas e...

§ Problema resolvido...?!

§ Instintos Matadores de Co...

§ Ainda na onda de quem est...

§ Pró que me dá, às vezes.....

§ Língua de "Perguntadora"

§ A moda e a beleza e o amo...

§ Verão com "cheirinho"... ...

§ Despedida das férias de V...

§ No que pensamos quando te...

§ Novidades ao estilo do ve...

§ Como arranjar bons filmes...

§ Infantilidades à parte...

§ Pah, não entendo...

§ ... e já que estou com a ...

§ Olhó que a saudade trouxe...

§ Profissão: Santo Escritor...

§ Sentir os sentimentos por...

§ O achado que inspirou um ...

§ Turismo do mais curioso

§ Telepatia Virtual

§ A sorte que não calha a t...

§ Tentativas (quase) frustr...

§ Um olhar para o futuro...

§ Fanatismos

§ Enquanto o trabalho ocupa...

§ Quem disse que o Anjo da ...

§ Outra história, e coisa e...

§ No meio da poeira do temp...

§ Palavreados Aleatórios V ...

§ Adrenalina... muita adren...

§ Palavreados aleatórios IV...

§ Outras ondas!... IV

§ Sintam-se a dançar... eu ...

§ Isto é que é ler as entre...

§ Um pouco de jazz "sentime...

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ E as coisas simples (ou n...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Um calmante, ou dois...

§ Como nos tornarmos uns bl...

§ Vamos lá esclarecer uma c...

§ Quando [não] se ama algué...

§ Quatro simples dicas...

§ Não resisti...

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

click to comment

§ que horas são isto?

badge

§ quantos viveram por aqui

blogs SAPO

§ subscrever feeds