Sábado, 1 de Março de 2008

Palavreado Musical - Notas soltas

Ultimamente, o clímax das sensações que tenho vivido tem sido essencialmente transposto para o meu querido piano. Essa alegria do meu viver, sem o qual não passo um dia, umas horas, pelo amor que lhe tenho, que já é parte de mim.

   

      

Tudo o que sinto, o que me vem com gosto ou com tortura de dentro, acaba sempre nele, é o que sofre mais com as minhas angústias e é o que mais se alegra com o rejúbilo das minhas vivências. É o que se apaixona comigo, é o que arrasta o mundo consigo quando me rasgo de fúria por dentro. É com ele que me vejo tornar mais simplesmente o Ser completo que sempre desejei ser, com um simples toque, um simples roçar da paixão que é a sua música.

 

 

 

É ele que me compreende no silêncio do seu vibrar quando as palavras me faltam e é ele que ouve as minhas lágrimas quando elas não rolam. 

É por ele que me declaro sempre que penso no alguém que me surge à mente e é por ele que essa declaração vibra, mais veemente, mais poderosa do que alguma vez foi.

 

Quem me quiser compreender, que o tente compreender a ele, que, apesar de aparentemente inanimado, é mais translúcido em sentimentos do que eu alguma vez serei. (E então, não passarei mais a pertencer-lhe, somente a ele, mas àquele que, na sua coragem e amor, me abrir o coração através do meu piano.)

 

 

  

Este foi o post revisitado, pela recordação.

sinto-me: pianista
música: My piano
palavreado por Palavreadora às 22:17

link do post | comenta palavreando | adicionar aos tesouros
|
6 comentários:
De Catarina a 2 de Março de 2008 às 21:19
Bem percebo ! É o síndrome de todos os músicos ! ;)

Entendo perfeitamente o que sentes .
Quando te perdes e te separas do mundo , ficas surpreendida ao encontrá-lo nas singelas teclas pretas e brancas do piano . A frieza do instrumento de repente não parece tão gelada , mais morna do que outra coisa , por vezes quente , a ferver . E é isso que o faz parecer um ser vivo , que respira , que fala , que entende e vê o mundo pelos olhos de quem o toca . Talvez realmente seja assim , não sei bem , é algo que ultrapassa o meu entendimento . Mas se há coisa de que eu tenha a certeza , é que qualquer instrumento não vive sem o seu músico e que nenhum músico vive sem o seu instrumento . São como um puzzle , que só se encontra em paz quanto estiver completo , em toda a sua plenitude . Na verdade , um piano e um pianista ( ou qualquer outro intrumento e instrumentista ) são um todo . E é isso que faz com que tão platónica relação seja tão mágica , que cada um sinta o que o outro não quer dizer . Ele é o companheiro que temos sempre ao nosso lado durante toda a nossa caminhada , é o amigo que nos carrega quando estamos cansados , que nos dá de beber quando temos sede e que nos deixa descansar a cabeça no seu colo quando a noite cai . É uma pessoa . Vive sem ter um coração batente , mas eu , pessoalmente , acredito que tem uma alma e é por isso que posso confiar nele .
Sou flautista , sei bem do que falo .

Beijo*
De Palavreadora a 3 de Março de 2008 às 22:20
Quem sabe, sabe, e a prima sabe!! =) =)
linda, essa inspiração nunca te foge! - E que nunca fuja!!!
texto lindo, dava um post, até!!! xD
bigada pelas palavras e pela visita!
joookaaaa******
*LOVE U*
De carochinha a 5 de Março de 2008 às 23:40
que sorte, sabes tocar piano! eu adorava saber! bjs
De Palavreadora a 6 de Março de 2008 às 17:59
Também sinto muito orgulho e muito prazer em saber tocar! é das melhores coisas da minha vida!

obrigada pela visita, Carochinha, volta sempre!!

beijinho**
De girl of music a 12 de Maio de 2008 às 21:42
Eu tbm sei tocar piano!!!
E tbm sei cantar, e penso mesmo seguir uma carreira musical.
Eu sinto isso tudo, como diz no texto q tá no blog!
Qando tou triste, toco piano e tbm canto e sinto q todos os meus problemas acabaram!!!!
é mágico............
De Palavreadora a 15 de Maio de 2008 às 17:33
MESMO! mágico é a palavra certa para este grande amor!! :D

obrigada por teres passado por aqui!

beijinhos e espero que consigas a carreira musical que queres!!

comenta palavreando

§ mAis sObRe Mim

§ PeSquIsAr um PaLaVrEaDo

 

§ Outubro 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
24
25
26
27
28
29
30
31

§ PalAvReAdOs

§ Tá na horinha de dar umas...

§ Xii, tou feita!

§ O achado que inspirou um ...

§ Pá, não há quem entenda.....

§ Pá, já não há quem entend...

§ Curiosidades turísticas e...

§ Problema resolvido...?!

§ Instintos Matadores de Co...

§ Ainda na onda de quem est...

§ Pró que me dá, às vezes.....

§ Língua de "Perguntadora"

§ A moda e a beleza e o amo...

§ Verão com "cheirinho"... ...

§ Despedida das férias de V...

§ No que pensamos quando te...

§ Novidades ao estilo do ve...

§ Como arranjar bons filmes...

§ Infantilidades à parte...

§ Pah, não entendo...

§ ... e já que estou com a ...

§ Olhó que a saudade trouxe...

§ Profissão: Santo Escritor...

§ Sentir os sentimentos por...

§ O achado que inspirou um ...

§ Turismo do mais curioso

§ Telepatia Virtual

§ A sorte que não calha a t...

§ Tentativas (quase) frustr...

§ Um olhar para o futuro...

§ Fanatismos

§ Enquanto o trabalho ocupa...

§ Quem disse que o Anjo da ...

§ Outra história, e coisa e...

§ No meio da poeira do temp...

§ Palavreados Aleatórios V ...

§ Adrenalina... muita adren...

§ Palavreados aleatórios IV...

§ Outras ondas!... IV

§ Sintam-se a dançar... eu ...

§ Isto é que é ler as entre...

§ Um pouco de jazz "sentime...

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ E as coisas simples (ou n...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Um calmante, ou dois...

§ Como nos tornarmos uns bl...

§ Vamos lá esclarecer uma c...

§ Quando [não] se ama algué...

§ Quatro simples dicas...

§ Não resisti...

§ OuTrOs PaLaVrEaDoS

§ Outubro 2008

§ Setembro 2008

§ Agosto 2008

§ Julho 2008

§ Junho 2008

§ Maio 2008

§ Abril 2008

§ Março 2008

§ Fevereiro 2008

§ Janeiro 2008

§ Dezembro 2007

§ Novembro 2007

§ Outubro 2007

§ Setembro 2007

§ Agosto 2007

§ Julho 2007

§ Junho 2007

§ Maio 2007

§ Março 2007

§ Fevereiro 2007

§ Janeiro 2007

§ Dezembro 2006

§ Novembro 2006

§ PaLaVriNhAs

§ todas as tags

§ CaiXinHa dos TeSouRos

§ Sentir os sentimentos por...

§ Uma pitada de poesia...

§ A poesia do velho

§ Uma caixinha dos tesouros...

§ Palavreados aleatórios II...

§ Conclusão inegável

§ Palavreados aleatórios - ...

§ Palavreados aleatórios II...

§ AdMiReM OuTraS ObRaS

click to comment

§ que horas são isto?

badge

§ quantos viveram por aqui

blogs SAPO

§ subscrever feeds